Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

28 de dezembro de 2004

Liberdade


Ahá! Meu estado de confinamento em casa teve uma breve pausa ontem.

Calma, explico.

Tive que tirar as fotos pra matricula do colégio. Pra que o colégio quer 4 fotos minhas? O certo seriam 3, uma da carteira de estudante, outra pros professores me reconhecerem (na chamada) e outra pro colégio guardar de recordação nos seus arquivos.

Viu? Três, não quatro.

Meu pai, assim que eu tirei as fotos, me fez andar de um lado pro outro do bairro atrás daqueles presilhas de cabelo pra mulher (Pra namorada dele, acho. Meu pai é macho, pô!). Só encontrou numa loja minuscula, imperceptivel aos olhos, quando tava quase desistindo de procurar. Comprou logo 5. Haja cabelo, hein?

Sei que voltei a tossir, chato demais. Mas agora já parou. Não posso continuar romântico doente.

Ah! Ainda teve a parte do estacionamento. Meu amigo, os caras que tem um estacionamento aqui no alecrim não são nenhum pouco brutos, hein? Pense numas pessoas pra falar palavrão (isso não é normal, nós que estamos acostumados que nem notamos mais) e ser estupido ao mesmo tempo, sem condições. Até com os fregueses que estavam estacionando os carros eles gritavam, mas também pudera né? É o único estacionamento praticamente. Monopolio sucks.

E eu sempre achei que fosse mal educado.
Postar um comentário