Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

18 de abril de 2008

Gossip Girl #08

As duas melhores cenas da temporada no mesmo epísodio!

Blair, uma protestante, se confessando em uma igreja católica:

- Perdoe-me, Padre, pois eu pequei. Faz... Algum tempo desde minha última confissão.
- O que lhe preocupa, minha criança?
- Depois que terminei com meu namorado... em exatos 20 minutos, eu... sucumbi à inebriação em um boteco, e entreguei minha virtude a um auto-referenciado. A única boa notícia é que ele é um porco. Que irá agir como se nada tivesse acontecido. Graças a Deus.
- Deus...?
- Desculpe. Na verdade eu nem sou católica.
- Não diga...
- Mas, perder minha virgindade com Chuck Bass? Nenhum dos meus amigos conseguirá entender. Eu estou pronta para o meu castigo. Seja qual for o que você e Deus achem que seja o mais justo. Chicotadas, açoitadas... Botar aquela coisa com dentes na minha coxa, como Silas.
- Que tal, ao invés disso, alimentar seu espírito? Não beba. Não tire suas roupas. Tente evitar essas pessoas que lhe desvie do bom caminho.
- Eu planejo fazer isso. Muito obrigado, Padre. Foi um conselho muito bom. Você não concede desejos de aniversários, não é?
- Eu sou um padre. Não um gênio.



Blair e Chuck conversando sobre o que houve entre eles e...:

- Você me enoja.
- Toda essa conversa de ser o fim do mundo se não ficar com o Nate... Encare, acabou!
- Você parece um namorado ciumento. Tá certo. Você bem que gostaria. Não, você gostaria!
- Por favor, não se esqueça com quem está falando.
- Nem você.
- Você... Gosta de mim?
- Defina gostar.
- Você deve estar brincando. Eu não acredito nisso.
- Como você acha que me sinto? Não dormi, me sinto enjoado, como se tivesse algo no meu estômago... agitando.
- Borboletas? Não, isso não está acontecendo!
- Ninguém está mais surpreso ou envergonhado que eu.
- Chuck, você sabe que eu adoro todas as criaturas de Deus e as metáforas que elas inspiram, mas... as borboletas têm que ser assassinadas!
- Tudo bem, nem foi tão bom assim.
- Obrigada.
Postar um comentário