Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

27 de agosto de 2008

1001 maneiras de se maquiar em menos de 60 segundos

"De maquiagem e boné
Essa é a imagem que você quer ter
Quando você tiver
Quase 20 anos
E fizer seus verdadeiros planos?

Tira logo essa franja
Munhequeira rosa e laranja
Já vai sabendo que você vai rir demais
Quando parar e olhar pra trás
E ver suas foto atuais

E reze pra nunca chover

Se apressa que o verão vem (maquiagem vai cair)
Se apressa que o verão vem aí (e essa moda nunca mais vai de novo outra vez existir)
Se apressa que o verão vem aí"
(Fonte: Vagalume)

Isto é um trecho de uma música. Quem lê pensa até que é uma banda de rock tirando sarro dos emos, mas não, não é isso. É a própria banda emo. (lê-se emo ponto) que mostra que o "movimento emo" (não entendam no termo pejorativo) faz parte de uma moda passageira (todas as modas são passageiras, perdoe a redundância). Deve ser a mesma sensação quando vemos, em fotos, nossos país com aquelas grandes costeletas nos anos 80.

p.s.: Uma coisa que admiro bastante nesses tipos de bandas são os títulos de suas canções. Sempre longos. Devia existir um incentivo por parte do governo para a produção de curtas-metragens baseados apenas nos títulos da música. Fora o exemplo do título, temos também "Essa música diz tanto que nem sei como não tem meu nome" do Dance of Days e "Cada poça dessa rua tem um pouco de minhas lágrimas" do Fresno.
Postar um comentário