Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

16 de maio de 2011

Pombo que pariu!

Minha tia levou a colheita maldita feliz (ou mini fazenda, ou farmville, não sei qual ela joga) a um novo nível. Não bastasse passar mais de 4 horas consecutivas alternando cliques entre "colher", "plantar", "comprar", em um jogo que você não precisa fazer esforço para ser recompensada, agora ela inventou de jogar comida no quintal que dá para o meu quarto para alimentar POMBOS. Sim, os ratos voadores. Bem debaixo da minha janela.


Aqui há um problema crônico em relação a goteiras quando chove muito (tipo esses meses de agora). As vezes se vai dormir com chuva e sala amanhece com o chão todo molhado. Já foram feitas um monte de reformas e o problema nunca foi sanado por completo.

E aí ela inventa de alimentar pombos.

Não bastasse serem hospedeiros de parasitas em sua plumagem (lombriga e a giárdia, por exemplo), esses animais transmitem mais de 57 doenças como: histoplasmose, salmonella, criptococose, ornitose e dermatites!

Como ocorre a transmissão?

Os dejetos expelidos pelos pombos contaminam diretamente o meio ambiente, a água e os alimentos. As fezes ressecadas podem ainda ser espalhadas pelo vento, contaminando objetos e pessoas.

Além de botar a gente propenso a risco de doenças para satisfazer alguma carência, ainda destrói a estrutura da casa. Pombos também causam entupimento de calhas e apodrecimento de forros de madeira e danos a antenas de TV e pintura de carros devido à acidez de suas fezes. Óbvio que tudo isso citado acontece aqui.

Já contei mais de 60 ratos voadores de uma só vez

Se já alertei ela sobre tudo isso? Óbvio. Se minhas manisfestações são levadas em conta? Lógico que não.
Postar um comentário