Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

10 de julho de 2011

Google+, Google Plus, Google MAIS


Nessa semana que fiquei fora da internet, o Google lançou uma (outra) rede social para concorrer com o Facebook, o Google+. Por ser do Google, nunca podemos dizer que "não é nada demais". Falava-se em convites para poder acessar a rede, mas eu entrei direto fazendo o cadastro. Não recebi convites. Estranho, talvez tenham acabado com isso. Lembram que no inicio do Orkut as pessoas vendiam convites até no Mercado Livre? Faz tempo.

(Isso também me lembrou a época do Fotolog, onde o número de cadastro de usuários por países era limitado, então nós, brasileiros, tínhamos que ficar conectado até meia noite em uma época de internet discada para sermos um dos primeiros a conseguir cadastrar. Ou, caso você fosse esperto, usaria um proxy e não perderia seu sono.)

E o que tem de interessante esse Google+? Nada. A página inicial é semelhante ao do Facebook, você escreve, as pessoas veem e comentam (ou não). Dá para enviar fotos para o seu álbum, dividir seus amigos em círculos de amizade (isso o orkut já tinha) e enviar suas atualizações somente para o circulo que você desejar. Grande bosta. Ninguém se importa com as suas informações, todo mundo só quer ver as suas fotos de biquíni e havia essa opção de selecionar quem deve ver suas fotos no Orkut (e provavelmente tem no Facebook, mas não usei tanto ele para saber).

O grande barato do Orkut são as comunidades. Não existe nada parecido no Google+. Quando eu não encontro algo especifico no mecanismo de pesquisa do Google, vou lá no Orkut com o perfil fake de Igor e encontro. É um banco de dados social! Quando quero opiniões sobre algum filme ou série, também vou ler os comentários em alguma comunidade. Serve também para descobrir como resolver problemas de informática, sites que transmitem jogos de futebol, etc, etc.

Ah, também não tem os joguinhos. Eu não jogava, mas tem quem use essas redes só para colher frutas nas minifazendas e farmvilles da vida. Só existem esses jogos, né? Sou ignorante em relação a possibilidade de haver outros tipos de jogos casuais por lá.

Ai eu me pergunto: por que entrar num site so pra dizer que é amigo de fulano e ficar batendo papinho pelo site se você tem outros modos de comunicação pra isso? É melhor continuar no MSN mesmo. Muito sem graça o Google+.

(Ou talvez eu esteja esperando demais).
Postar um comentário