Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

8 de julho de 2011

Internet de alta velocidade e outros pensamentos


Finalmente a Velox deu uma bola dentro.

Mas aí eu fico pensando que essa velocidade é rápida demais. No sentido de: vou baixar muita coisa e lotar meu HD, mas não vou usufruir de 90% dessas coisas porque não há tempo disponível. Mesmo os arquivos tornando-se mais pesados a medida que o tempo passa - se antes eu baixava um vídeo em RMVB de 50mb pra assistir algo, hoje baixo um BRRIP de 6gb para assistir a mesma coisa - a velocidade de trafego torna-se ainda mais rápida. Ressalva: grande parte dos sites de hospedagem de arquivos não envia os mesmos na velocidade que você tem. Por isso, se você notar, tem sempre aquela opção "premium" para assinar e aumentar a velocidade do download. Imagine várias assinaturas dessas... desnecessário. Leia mais aqui.

Nesse sentido o Cloud Computing (Computação nas Nuvens) não faz sentido pra mim. Por que guardar grandes arquivos de filmes se você pode baixá-los em poucos minutos? Penso que as pessoas voltariam a usar o HD somente para guardar dados pessoais. Documentos, fotos, vídeos caseiros, etc... coisas que não desejam que caiam em domínio público (a.k.a internet).

Sobre o risco de perder os arquivos, basta ser cauteloso (o que muitos não são). Como estes arquivos que citei no paragrafo anterior são geralmente pequenos, poderia-se guardá-lo em um ou dois pendrive. As fotos podiam ser reveladas (Particularmente não vejo graça em tirar 300 fotos por mês e não ter um meio físico para armazená-las. Elas duram bastante, poxa!). Note que sempre que alguém precisa formatar um computador devido a algum problema, a primeira coisa que eles pedem (fonte: dados empíricos) é "salve minhas fotos!" ou "salve meus trabalhos escolares". As músicas vêm logo em seguida ou junto com essas.

Pra falar a verdade, não gosto desse negócio de "Cloud Computing". Vivo com o pé atrás. Não tanto pela questão do sigilo (Como garantir o sigilo? Quão importante são as informações que você armazena na web para as outras pessoas? Quem guardará os guardiões?), pois não jogo na net nada comprometedor, mas sim pela possibilidade do sistema ficar fora do ar.

Sério, meus arquivos nas nuvens? E quando eu tiver sem internet? E quando o servidor estiver em manutenção? Sim, isso pode até não ser frequente, mas acontece. E aí? E se você não tiver nada armazenado no PC? Porque o novo OS do Google, o Chromium, nao permite isso. É tudo baseado na internet. Tudo nas nuvens. TUDO. Por isso ele inicia rapidamente. Mas vale a pena isso? Vale a pena usar um computador SOMENTE para acessar a internet e o que ela proporciona? É valido deixar todas as suas informações e arquivos na rede? Pra mim não e acho radical demais esse conceito para um computador pessoal. Leia esse artigo sobre o Chromium. Foca em alguns aspectos

Recentemente o próprio Blogger ficou offline e "comeu" uns 3 ou 4 posts meu que estavam programados. Perdi eles quando o sistema voltou. O GMail também passou por uns problemas e algumas pessoas forma prejudicadas. Eu não queria que tivesse sido a minha caixa de entrada deletada.

Antes eu me perguntava porque algumas pessoas pagavam hospedagem quando o blogger oferece tudo grátis, sem limite de trafego, possibilidade de customização, etc. Mas agora tudo faz sentido. Se você perdeu algo, pode responsabilizar a hospedagem e eles, de alguma forma, te indenizarão (deveriam, pelo menos). No Blogger nao. Eles te deram a ferramenta de graça. Quem tem hospedagem, por via de regra, é mais atento a esses detalhes.

O que é bacana nessa computação nas nuvens é que hoje já é possível jogar no seu computador games que não rodariam com as suas configurações. Temos o OnLive como exemplo.

É um serviço de distribuição de jogos pela “nuvem”, onde não existe o processamento local. Todos seus comandos são enviados para os servidores da Onlive, que processam o jogo e lhe enviam de volta a imagem, com um tempo de resposta próximo ao que fosse de um processamento local, não havendo assim nenhum atraso. Isto não é magia, é tecnologia!

Tem vários artigos falando sobre esse tema. Veja aqui, aqui e aqui.
Postar um comentário