Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

2 de janeiro de 2012

Neverland


A índia é feia. Sério. Algumas atuações não são nada convincentes. Quando vi Ana Friel, pensei logo em um remake de Pushing Daisies com Zooey Deschanel e Ewan Mcgregor. Os efeitos da série são totalmente chroma key. TUDO. E tudo é tão falso e é tão óbvio que é falso que depois de alguns efeitos, você nem liga mais. Achei a minissérie ótima. Gostei mesmo. Tem potencial para varias aventuras caso se torne uma série de verdade. Quero um pôster da série no meu quarto. Quero uma continuação JÁ! Quero ver a saga de Peter Pan num seriado com esse sotaque londrino e com várias pessoas chegando a Neverland através da orbe. Gancho lembra muito Nicholas Cage. Porque ele adora fazer personagens cheios de cabeleira e impressionar todos nas premieres mostrando-se quase careca.

Sobre a série: conta a chegada de Peter (Pan) e Hook (Gancho) na Terra do Nunca. A origem mesmo. Não vou falar mais nada, vai ser spoiler pra quem não tem noção da mitologia da história.

(Achei que o castigo que Peter recebeu dos anciões foi bastante desproporcional. Ele não merecia tudo aquilo, afinal era inocente e, principalmente, ingênuo demais por confiar. Pela inocência tornou-se refém. Não é como se ele devesse ter dado a vida pela vila dos insetinhos. Não sei o que estes esperavam, afinal eles mesmo sabiam que Peter era inocente. Incoerência.)


Quero saber mais sobre a sombra de Peter! E a Sininho? E os outros alquimistas espalhados pelo mundo? E as outras crianças? E o pó? Isso daria tantas histórias...!



Postar um comentário