Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

20 de maio de 2012

Considerações sobre o desapego


Há um grupo muito bom no facebook do qual faço parte. Chama-se "Sebo Desapego". É um espaço virtual criado por uma menina daqui de Natal destinado a venda e troca de livros, revistas, lps, games, cds, dvds, etc.

A ideia é vender por um preço abaixo do mercado livros (e outros produtos) que já não são mais do interesse do detentor do mesmo. Porem algumas pessoas não entraram no espírito da coisa e vez por outra tentam vender produtos com preços mais caros (ou equivalentes) do que os encontrados na loja. Ai não dá, né?

Se alguém solta um "tá caro", o vendedor sente-se ofendido, como se estivéssemos tentando jogar areia na venda. CLARO, compra quem quiser, mas quem é inteligente o suficiente vai perceber que é mais vantajoso comprar na loja um livro novo e dividir em parcelas a perder de vista do que comprar a vista e usado num sebo virtual (sem garantia de troca). E, caso você não tenha um cartão de crédito, as compras na loja física podem oferecer descontos.

Ninguém quer empatar as vendas de ninguém, mas sim alertar que, por aquele preço, dificilmente suas vendas serão realizadas.

Daí estava conversando sobre isso com PV e o mesmo chegou a conclusão que:

"As pessoas tem que ter noção que não dá pra ganhar dinheiro (lucrar) se desfazendo das coisas."

E completou:

"Isso é coisa de quem nunca teve que vender coisas usadas."
Postar um comentário