Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

29 de agosto de 2012

Poder sem Limites (Chronicle)

Para quem gosta de histórias com temáticas de "super heróis" mais realistas, tipo Hancock com Will Smith, onde o protagonista é uma pessoa como qualquer outra, com problemas comuns, ou até mesmo a série inglesa MISFITS (Nathan S2), onde delinquentes juvenis ganham poderes diversos após uma tempestade e usam para resolver seus próprios problemas, Chronicle é uma boa pedida. Pelo que me lembro, baixei o filme justamente por essa comparação que fizeram com Misfits (uma ótima série, mas que só vale a pena ver até a segunda temporada, pois o ator que interpreta Nathan abandonou o barco).

Chronicle conta a história de três alunos do mesmo colégio: o candidato a presidência do grêmio estudantil Steve e os primos Matt e Andrew. Steve é o rapaz mais "relações públicas", fala com todo mundo, sorri para todos, etc. Matt é mais filosofo, gosta de divagar sobre a vida e cita alguns autores durante a história. Menciono a citação sobre Schopenhauer, na qual o mesmo diz que "nossos desejos não podem ser realizados" e mesmo assim corremos atrás deles (e isso tem muito a ver com a história). Por fim, o protagonista dos protagonistas é Andrew. Ele sofre bullying de todos, inclusive de seu pai, um aposentado por invalidez que cerceia a liberdade do garoto. Sua mãe é adoentada e o dinheiro para conseguir os medicamentos é escasso.


Certo dia, Andrew ganha uma filmadora e começa a filmar (jura?) TUDO ao redor. Mais tarde, no mesmo dia, após uma festa, Steve e Matt chamam-no para filmar algo. Era um buraco em uma clareira. Todos entram lá. Há um "objeto", sei lá, parece meio alienígena. Os garotos começam a sentir algumas coisas e seus narizes começam a sangrar.

O filme então avança para alguns dias depois. Eles já estão cientes dos seus poderes e exercitam-os no quintal de casa. Não contaram para ninguém. É interessante perceber que mesmo fascinados pelas coisas que podem fazer, os garotos não se sentem deslumbrados. Pelo menos a princípio.


A ideia que eles tem é que o poder é como um músculo. É necessário exercitá-lo para adquirir mais habilidade de manuseio. Os rapazes então começam a praticar várias pegadinhas inocentes, como fazer o carrinho de supermercado de uma moça andar sozinho enquanto a mesma faz compras. Só que dessas PEGADINHAS acaba resultando num acidente (não fatal, felizmente). Então eles estipulam regras. Não usar o poder nas pessoas, não usar o poder enquanto estiver com raiva e não contar a ninguém sobre os poderes.

É sempre legal imaginar pessoas com poderes. Os principais que eles usam são o de voar e a telocinese. São apenas adolescentes normais que quando dominam a técnica, usam suas habilidades para ganhar popularidade. Sim, eles começam a fazer MÁGICA. O que faz perfeito sentido, afinal as pessoas acreditam que é uma ilusão e um mágico nunca revela seus truques.


Em certo momento, dada a popularidade, o poder começa a subir a cabeça. Principalmente de Andrew, devido a sua relação conturbada com seu pai e o estado de saúde da sua mãe. Ele começa a estudar sobre evolução e acredita ser um APEX PREDATOR (ou predador apex em português). É aquele que está no topo, que não possui predador nem mesmo na sua espécie. O estágio mais avançado da evolução. Nós, os humanos, somos o predador apex, pois nenhum animal concorre conosco (as doenças talvez). Temos como lançar mão de subsídios que nos permitem sempre ficar no topo. Vacinas, remédios, armas de fogo, etc.

O resto da história você confere assistindo ao filme. Perguntas que ficam após os créditos: Qual é a origem desse poder? Mais pessoas ganharam ele? O que aconteceu após os incidentes ocorridos no final do filme? Com certeza o filme merece uma continuação! Vale muito a pena assistir e é bem curtinho, apenas uma hora e meia.


Curiosidade: a Lança de Longinus, também conhecida como Lança do Destino faz parte do filme. Seria a lança do rapaz (Longinus) que ficou CATUCANDO Jesus Cristo na cruz. Só descobri que ela tinha esse nome após assistir o anime Evangelion (Que é um ótimo anime, mesmo o protagonista sendo um chorão. Ele evolui na história. Enfim. Divago). Observem as imagens abaixo.


Postar um comentário