Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

29 de janeiro de 2013

Saint Seiya: Lost Canvas (mangá)


Depois de muito tempo resolvi ler Lost Canvas. Dada as noticias de que o anime foi descontinuado por falta de público consumidor dos dvds e bluray, nada mais justo do que eu descobrir o que aconteceu na série através da obra original.

Na época que a JBC publicava os mangás, eu acompanhava religiosamente, até que me faltou dinheiro para comprar as edições. Hoje (não HOJE literalmente né), rico que estou, comprei o restante das revistas e comecei a leitura.

(Sim, comprei. Poderia ter baixado ou lido online em inglês, mas sou fã de Cavaleiros e tenho esse FETICHE de possuir produtos da série. Não me rendi a pirataria. Isso que dá ser fã.)

E já que comprei, não devo deixar de falar sobre o produto físico. As páginas não caíram quando segurei a revista, o papel não era transparente, as capas eram bonitas, não percebi nada gritante de errado nas traduções dos diálogos. O único erro que percebi foi que, ao final de cada volume, havia um "palavras da autora", onde a Shiori (a autora) escrevia alguma coisa. Na edição 25, o mangá final, ao invés de botarem algo novo, simplesmente copiaram o que havia na edição 24. Erro da editora provavelmente. Erro bem idiota. Não sei se houve um relançamento (esse é o termo?) com as palavras corretas, mas fiquei chateado. Queria saber o que ela pensava do final. Fora isso, tudo de bom.

Shiori Teshirogi, a menina que melhorou em 42% Saint Seiya.

A história de Lost Canvas é FODA. Sério. Enorme, cheias de reviravoltas, milhares de surpresas, nem parece ser escrita por Kurumada. Porque de fato não é mesmo! Quem escreveu e ilustrou foi Shiori. Por isso esse salto de QUALIDADE.

Vamos refletir um pouco sobre a FORMA KURUMADA DE ESCREVER HISTÓRIAS:

Saint Seiya Clássico: saga das 12 casas, enfrentam um a um os adversários, correm contra o relógio, chegam no BOSS (CHEFÃO), vencem.
Saint Seiya: Asgard: enfrentam, enfrentam um a um os adversários, recuperam as safiras, chegam no BOSS, vencem.
Saint Seiya: Poseidon: enfrentam um a um os adversários, destroem os pilares, chegam no BOSS, vencem.
Saint Seiya: Hades: os espectros invadem o santuário, enfrentam um a um os adversários, correm contra o relógio, chegam no BOSS, "vencem".
Saint Seiya: Next Dimension, os espectros invadem o santuário, enfrentam um a um os adversários, correm contra o relógio... ainda não foi finalizado este mangá.

Kurumada, meu filho, INOVE. Evolua. Você criou um sucesso, mas não precisa torná-lo repetitivo para sempre.

Masami Kurumada, um rapaz que aprecia um bom vinho.

Agora vamos ao modo SHIORI de escrever: misture três amigos de infância e separe-os; cozinhe até um deles se tornar o lendário cavaleiro de Pegasus, outra se tornar a deusa Athena e o próximo o imperador do inferno Hades; faça com que os deuses mitológicos nasçam na terra como IRMÃOS; mantenha os ingredientes no forno e espere até eclodir uma GUERRA SANTA.

Após isso, insira dezenas de cavaleiros e espectros com personalidades ambíguas; sele os deuses do SONO (Hypnos) e da MORTE logo de cara (Thanatos), mas de forma custosa; mantenha em segredo até o final (O FINAL MESMO) a pessoa responsável por manipular a guerra santa; torne os fãs da série felizes por verem seus SIGNOS representados dignamente em batalhas épicas contra os espectros; adicione um espectro forte o suficiente para bater de frente com os cavaleiros de ouro, porem com ambições egoístas; surpreenda a todos tornando uma mulher o receptáculo para o espírito do deus do oceano, POSEIDON; dê a oportunidade das ARMAS DA ARMADURA DE LIBRA serem usadas; faça com que um único cavaleiro do zodíaco dispare o ATHENA EXCLAMATION SOZINHO; explique, um pouco, os motivos que levam o cavaleiro de Pegasus a ser fora do comum.

Ufa!

Os cavaleiros de ouro em Lost Canvas.

Tá bom ou quer mais? Porque ainda TEM mais. Lost Canvas é uma história tão boa que é bom demais pra ser verdade. Infelizmente ela não é "oficial". Mesmo tendo a CHANCELA de Kurumada, Lost Canvas não faz parte da cronologia de Cavaleiros do Zodíaco. É uma Spin off, ou seja, uma história situada em um universo paralelo (ou derivado) do original. A cronologia oficial acerca dos eventos da guerra santa anterior a saga clássica de cavaleiros está presente no mangá Saint Seiya: Next Dimension.

E olhe: é de uma tristeza imensa ler Next Dimension depois de Lost Canvas. Este último é infinitamente superior.


Meu único questionamento acerca da história: aonde foi parar Suikyo? Isso daria muito mais PANO PRA MANGA!

Como já falei, vale muito a pena ler este mangá, já que não temos ideia de quando uma continuação do anime será produzida (se for). Quem gosta de Cavaleiros com certeza precisa ler e quem não curte, essa é a melhor (talvez única) chance de gostar da série: ao mesmo tempo em que utiliza elementos clássicos do original, consegue criar uma história que prende o leitor e não apela para o EXCESSO DE PROTAGONISMO. Todos os personagens tem sua importância e os principais são bem desenvolvidos. O traço é bonito (pra mim só perde em relação ao Episódio G) e os diálogos não abusam da inteligência do leitor, além de serem bastante dinâmicos.

Recomendo! (Para ler em inglês, clique aqui).
Postar um comentário