28 de agosto de 2013

Educação física, academia e eSports

Recentemente comecei a fazer academia. Pra ficar magro mesmo, sabe? Quero poder usar todas minhas roupas. Minha meta é 75kg.


Academia é um negócio muito chato, não consigo me empolgar em ficar sentado ou em pé levantando peso. Vejo o pessoal todo animado fazendo aquilo tudo ao meu lado e penso "só queria ter um pouquinho dessa ESTIGA". Sou mais de fazer esportes aeróbicos, entende? De preferência algum que envolva competição e cooperação.

A partir desses meus resmungos, lembrei das aulas de educação física no colégio. Alguns amigos meus não gostavam de ir pra aula. Eram chamados de "turistas" pelos professores (quando apareciam, claro!). Não sei qual era a razão deles não gostarem, só sei que ficavam cheios de falta e acabavam tendo que fazer uma prova escrita no fim do ano pra passar na disciplina.



Então relacionei essa falta de vontade com o atual lobby para reconhecer os jogadores de eSports como atletas, como aconteceu recentemente nos Estados Unidos. O primeiro passo foi dado, né? Provavelmente outros países seguirão pelo mesmo caminho do reconhecimento.

Então pensei: será que no futuro os alunos poderão, sei lá, jogar League of Legends, Need for Speed, World of Warcraft, Pro Evolution Soccer e isso ser considerado uma forma de educação física? Seria bastante interessante!

(Lembre-se do Xadrez...)
Postar um comentário