10 de dezembro de 2013

Análise das skins Clássica e Faraônica do Amumu a partir de suas Splash Art

De tempos em tempos o pessoal da Riot Games, produtora do jogo League of Legends, lança skins. Estas nada mais são do que uma nova "vestimenta", por assim dizer, a um determinado personagem. Não afeta em nada o poder do herói, mas muda, as vezes drasticamente, os seus efeitos visuais. 

Certas skins são temáticas, ou seja, possuem um tema principal que pode ou não ter a ver com a história do personagem. Descobriremos isso mais tarde. 

Neste post, trataremos das skins Clássica e Faraônica feitas para o personagem "Amumu - A Múmia Triste".


Começando pelo básico: por que esse nome "Faraônico"? Faraó era o título dos Reis do Antigo Egito. Não era apenas uma outra forma de dizer que fulaninho de tal era rei, mas sim que era um rei e isso foi designado pelos DEUSES. O Faraó era considerado uma figura divina entre os seres humanos: uma "desculpa" forte o suficiente para evitar que alguém desobedecesse sua autoridade. Durante o período que reinaram, predominantemente eram homens, porem houve exceções, sendo o caso mais famoso o da rainha Cleópatra.

Vamos começar a analise das imagens? Abaixo é a skin clássica do Amumu, ou seja, a padrão do jogador. Pelo título do personagem, "a Múmia Triste", já infere-se a relação de Múmia com o Egito. Há razão para se pensar isso: os Egípcios não são responsáveis pela criação das múmias, mas aperfeiçoaram bastante as técnicas de mumificação. Para cada extrato da sociedade egípcia, haviam diferentes maneiras de fazê-lo, sendo o do Faraó, da nobreza e dos ricos os de tipo mais complexos (afinal eles tinham mais recursos para gastar, né?). Uma Múmia é simplesmente um cadáver bem preservado (seja de modo intencional ou não). Seu objetivo nada mais era do que preservar o corpo para a vida após a morte, pois acreditavam na imortalidade da alma e esta precisava de um receptáculo para quando fosse necessário voltar.


Mudando um pouco de assunto: essas duas imagens acima são oficiais do League of Legends. Reparou a diferença? Na segunda imagem, que não está mais no site oficial (mas está na net, inclusive no LoL chinês), há um "holograma" com figuras que se assemelham a um homem e uma mulher. Quem seriam eles? A principio pensei que poderia ser a forma humana de Amumu com sua mulher ou irmã. Porem conversando com CINTIA, ela atentou para os seguintes aspectos: o personagem tem voz de criança, é pequenino e tem essa enorme carência por abraços e por amigos. Sendo assim, a imagem representaria a figura paterna e materna de Amumu e, talvez, seja esse o motivo da sua tristeza.

A resposta é: na história original que fizeram sobre Amumu, aqueles eram seus progenitores. Contudo, devido a crença popular que Amumu não era humano, mas sim um Yordle (uma raça do jogo composta por seres pequeninos, que lembra muito hobbits), mudaram a arte do personagem, retirando os humanos da imagem. 


Voltando ao assunto: o cenário que Amumu está inserido é um deserto. Não se vê nenhuma vegetação ao redor: apenas areia. Um deserto não precisa ser necessariamente quente: existem desertos polares (a característica comum a eles é a falta de chuva). Relação com o Egito: deserto do Saara, o segundo maior do mundo. No mundo de League of Legends, o deserto onde Amumu "acordou" foi o de Shurima.

E onde Amumu estava? Exatamente. No canto direito da imagem dá para perceber traços que lembram uma dos lados de uma pirâmide. Como vocês já devem saber, as pirâmides não são exclusividade do Egito: várias outras civilizações da antiguidade possuíam formas arquitetônicas semelhantes. A diferença era o seu objetivo: no caso do Egito, tinham a função religiosa de resguardar o corpo e os tesouros do Faraó, de modo a impedir que estes fossem roubados. As pirâmides contavam com diversos aparatos que visavam impossibilitar os saques, tais como: armadilhas, labirintos, acessos falsos.  

Na magia que Amumu está conjurando em sua mão direita, percebemos vários símbolos egípcios. Vamos a eles:

 

Esse simbolo é um hieroglifo traduzido como a letra Y para nós. O que tem a ver com o Amumu? Nada. Não consegui abstrair nenhum significado.


Essa eu NÃO TENHO CERTEZA! A imagem parece de um pássaro, principalmente por causa do bico. Encontrei esta imagem do deus-falcão Hórus e, na minha concepção é a que mais se aproxima desse simbolo (sugeriram que pode ser o touro Ápis, mas não vi nenhum iconografia parecida). "Hórus, o falcão, pairava acima de todo o país e de seus habitantes e era o símbolo natural do rei que reinava sobre todo o Egito.". Se estou correto, então presume-se que Amumu era uma pessoa MUITO importante antes de se tornar a Múmia Triste.


Não sei o que é isso :( Se alguém souber, deixe ai nos comentários. 

 

O Anel de Shenu (ou Shen) tem o sentido de "rodear" e significa proteção eterna. No League of Legends, o ultimate do Amumu é um circulo que impede que o time adversário avance, proporcionando uma defesa para sua equipe. 

 

O Ankh é símbolo da vida eterna. Os egípcios usavam-na para indicar a vida após a morte, ou seja, ressurreição. Ora, nosso personagem é uma múmia, a personificação da vida eterna.


O Olho de Hórus relaciona-se com o olho esquerdo do deus egípcio de mesmo nome. A Wikipédia diz que é responsável por lidar com pensamentos e sentimentos e é responsável pela intuição. Também significa proteção, coragem e poder. Sentimentos, de tristeza, é o que não faltam a Amumu. Intuição? Hm, acho que não.

Ufa, né? Faltou alguma coisa? Creio que não. 

FALTOU SIM!

A skin faraônica do Amumu! Afinal, como percebemos acima, ela tem tudo a ver com a dinâmica do personagem. Lançada em 2 de Fevereiro de 2010, é uma das skins legacy (legado), custando 520 RP (riot points). Quais os símbolos presentes nesta splash art que não estão na clássica?


Na parede atrás do Amumu vemos desenhos de humanos na parede, respeitando a Lei da Frontalidade (frontalismo). "A Lei da Frontalidade funda-se no princípio de valorizar o aspecto que mais caracteriza cada elemento do corpo humano." Não é como se os egípcios não soubessem desenhar em perspectiva, mas sim que não era o "estilo" da época.



O trono possui uma cobra (ou serpente, não sei a diferença) Naja. Esse adorno na coroa (veja a primeira imagem deste post) é chamado de Uraeus e significa soberania, realeza, divindade e autoridade divina. "A ostentação da uraeus era um símbolo da invencibilidade do faraó e de sua imortalidade". Na mitologia egípcia era representada pela deusa (com cabeça de cobra) Meretseger


Postar um comentário