Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

6 de junho de 2015

A ultimate do Pantheon não faz sentido tematicamente no League of Legends

Para os leigos: Pantheon é um personagem do jogo League of Legends feito pela Riot Games.


A tradução de Pantheon para o português não é uma falsa cognata: significa realmente Panteão, uma palavra com duplo significado: tanto serve para designar um conjunto de deuses de uma mitologia (panteão grego, panteão egípcio, panteão romano, etc), como para uma estrutura onde ficam os restos mortais de personalidades notáveis de uma determinada sociedade.

Na história do personagem em League of Legends, Pantheon faz parte de um tribo chamado Rakkor que vive no Monte Targon. São conhecidos pelo apreço ao combate e a guerra. Ao somar isso com o fato da sua splash art mostrar um exército de soldados, elementos da arquitetura grega e uma estatua de Pégaso no topo da estrutura, quem estudou um pouco de história antiga no colégio vai lembrar da Grécia e de uma certa cidade-estado, Esparta, conhecida por ter o poderio militar como centro de suas atividades cotidianas.

Estatua de Leônidas em Esparta
Guerreiros de Rakkor são treinados não somente para serem igualmente letais desarmados quanto os mais capazes artistas marciais, mas também para empunhar ferozmente as muitas armas-relíquia de sua tribo. (...) Ele não se importa com quem lutará, e não dá importância alguma à pompa ou ao prestígio de um campeão da liga, vivendo apenas pela glória ascética da batalha.
O trecho acima foi extraído diretamente da lore do Pantheon. Pressupõe um personagem bastante ligado a honra e ao combate limpo mais do que quaisquer outras coisas. Sendo assim, suas principais habilidades dentro do jogo (Atirar Lança, Égide de Zeonia e Ataque Busca-Coração) condizem com o herói. A primeira e a terceira fazem uso da sua lança como arma de batalha em ataques corpo-a-corpo, enquanto a segunda utiliza-se do seu escudo para atordoar o inimigo.

Um verdadeiro guerreiro.

Sendo assim, pra mim, não faz sentido algum sua ult, Grande Estocada Aérea, que apesar da descrição dizer que o mesmo "salta", na verdade o que vemos é ele literalmente VOANDO para cima de um adversário. Quando duas de suas habilidades falam de saltar (W e R), mas apenas uma delas realiza o movimento sugerido, alguma coisa está errada tematicamente.

P.S: outras coisa que não considero corretas no herói é o uso de poder de habilidade no W e R. Pantheon é um lutador. Nada dele deveria ter relação com magia, porque nada disso é explicito. Peguem Leona, amiga de infância do mesmo, como exemplo: ela foi destinada a ser aquela que usaria a armadura dos Solari, tendo a capacidade de usar o poder do sol (um elemento considerado mistico). Na lore do Pantheon, fala-se em "armas relíquias", mas nunca dizem quais armas seriam essas e mesmo que alguma dela exerça algum poder, não poderia fazê-lo VOAR.
Postar um comentário