Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

7 de janeiro de 2016

Rúbaí, o curta-metragem da menina ateia

Vi esse link por aí, não lembro onde, alegando que era um curta metragem sobre uma garota questionadora e que se dizia ateia. 10 minutinhos de filme, fui lá e assisti. Veja você também e depois leia o restante do post.



A única coisa que eu pensei sobre esse filme é que a menina é ateia não por alguma convicção da não existência de Deus, mas sim porque ele não salvou o pai dela da morte. 

E isso NÃO DESQUALIFICA, como dizem por aí, ela se achar ateia. Ela não acredita e tem motivos pra isso. Só porque os seus são diferente, não a torna menos importante. Queria eu ter lido conhecido Darwin na idade dela.
Postar um comentário