Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

5 de maio de 2011

O melhor episódio de comédia de House

Foi esse S07E20


Chase: House lhe afeta mais que ninguém.
Foreman: House acha que sou um robô. Você acha que sou um covarde?
Chase: Não. Acho que você é reprimido. Está fora do seu controle. Infância dura, relação tensa com a família. Não é fácil ter sucesso em um mundo de brancos.
Foreman: Mundo de brancos? Ganho tão bem quanto você. E não acho que você acredita na visão do House que a vida é uma droga e que estamos presos.
Chase: Eu acho que você está preso. Mudei minha vida no último mês. Estou mais feliz que nunca.
Foreman: Dormindo com dez mulheres ao invés de quatro?
Chase: Nenhuma. Estava transando muito, entediado e me odiando. Não estaria pronto se algo real aparecesse.
Foreman: Então está virando um monge e eu não posso mudar?


Thirteen: Você encontrou meu antigo livro do ano e tem uma foto do meu namorado do colégio?
House: Isso teria sido muito mais simples. Tirei essa foto dez minutos atrás. Seu namorado do colégio que lhe deu o fora, a deixando incapaz de acreditar que qualquer um possa reacender uma antiga paixão.
Thirteen: Ele me deu o fora depois que saí com a irmã dele.
House: Você se importaria em dispensá-lo gentilmente? Posso ter feito promessas que você não poderá manter.

Inclusive, o ator de um dos melhores-seriados-policiais-já-cancelados-deixando-um-final-inconclusivo foi o paciente dessa semana: Donal Logue, o Capitão Kevin Tidwell do seriado LIFE.


Fora isso, a picuinha entre Chase e Foreman, um tentando controlar a castidade e o outro os nervos e a manipulação da mãe de Cuddy deram a tônica do episódio. Um dos melhores que já vi!
Postar um comentário