Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

31 de outubro de 2011

Hoje levei o maior baculejo da minha vida

Lá na operação Manzuá, na volta de João Pessoa pra Natal. Só porque tínhamos ido a um show de rock, os policiais já deviam estar pensando que eramos alcoólatras e maconheiros (ah, esses esteriótipos!).

A revista foi tão intensa que além de nós (bolsos, carteiras), revistaram o carro todo: na mala, porta luvas, debaixo do banco... TUDO! Inclusive chegaram até a levantar o banco de trás do carro pra ver se encontravam alguma coisa. Foi bem uns 20 minutos.

O maior receio que tenho disso é a paranoia. Tanto filme mostrando gente plantando evidências para incriminar ou ganhar alguma coisa.
Postar um comentário