Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

7 de abril de 2012

The Hunger Games


Pra começo de conversa, esse pássaro acima é um Tordo. Sim, o simbolo que Katniss ostenta em sua roupa.

Por que você baixou esse filme?

Não baixei. Vi no cinema. E paguei inteira, ainda mais! Tudo porque a carteira perdeu a validade e eu não percebi. Preciso fazer a nova!

Mas e aí, do que é que ele fala?

A história se passa em uma nação pós-apocalíptica chamada Panem constituída por 12 distritos que são governados pela Capital, uma cidade muito poderosa. A história começa quando Katniss pega o lugar da sua irmã, Prim, que foi sorteada para ser o tributo feminino nos Jogos Vorazes, um jogo criado pelo governo da Capital, onde são escolhidos um menino e uma menina de cada distrito como tributo, de idade entre 12 e 18 anos, como uma forma de mostrar que eles mandam em Panem. Katniss se vê dividida pela luta pela sobrevivência e pelos seus sentimentos com Peeta, o tributo masculino do seu distrito.

É um dos melhores filmes que já assisti. Minhas anotações foram as seguintes:


A questão do Big Brother. Câmeras por todo o lado filmando os famosos jogos vorazes. O público ensandecido, querendo mais e mais dos participantes. Só faltou mesmo a votação para escolher os eliminados! (Não esqueça também de NO LIMITE. Cadê os OLHOS DE CABRA?)

A moda. Os personagens da cidade de Panem tem um visual bastante diferente do nossos. Cabelos multicoloridos, roupas espalhafatosas. Não sei quem começou com essa tendencia, mas é possível perceber que se as pessoas importantes usam essas roupas, o resto da população usará.

A falta de raciocínio crítico. Ninguém pensava sobre os jogos vorazes e a carnificina gerada. Era sempre o divertimento. Exceto LENNY KRAVITZ, que disse "sinto muito" para a menina por ela estar aqui, os outros personagens a cumprimentavam.


A polêmica sobre Rue. Antes de ver o filme, eu li este artigo no Papo de Homem e soube dessa polêmica sobre Rue ser negra e os fãs não gostarem. Porque eles não tinham percebido no livro que ela era negra. Como não li, não tive problema nenhum com isso. E nem teria. Penso que a personagem deva ter sido mais explorada nos livros, pras pessoas criarem empatia (e depois ojeriza) por ela, então acho que faltou isso no filme. Mais destaque a Rue.

O corno. Coitado do namoradinho da protagonista. Teve que suportar vê-la ficar com outro cara! Mas descobri depois que, no livro, ela apenas estava simulando. No filme isso não fica tão claro, apesar do que é dito sobre "isso é só televisão, venda o produto". No caso, um casal romântico.

O PEDRO BIAL dos jogos. Ria toda hora. Sensacional. Eu ria só vendo ele rir. Contagioso mesmo.

A resposta para a pergunta fundamental sobre a vida, o universo e tudo mais (Guia do Mochileiro Feelings)

Quando o LOIRÃO apareceu, o que venceu uma edição anterior dos jogos e iria dar conselho para o casal, só consegui lembrar de Sawyer (de LOST). Até pensei que fosse o mesmo.

A cidade futurista, rica e ociosa em contraste com os distritos paupérrimos e policiados. Não sei como serão nos próximos filmes, mas nesse talvez tenha faltado explorar um pouco mais a dinâmica da capital.

Pergunta: como é o resto do planeta nessa mitologia de Jogos Vorazes? As pessoas aceitam isso bem?

"Que a força esteja com você" (Star Wars Feelings)

O filme tem tensão a todo momento! Você realmente se sente como um telespectador da cidade assistindo aos jogos. Só é estranho torcer quando se sabe que o PROTAGONISMO sempre vence, mas mesmo assim se torce!

Gostei da forma que eles filmaram algumas cenas. Era como se transportassem-nos ao papel dos TRIBUTOS. Câmera em primeira pessoa.

A flecha, a maçã e o porco!

Serve até para a vida real

Talvez eu tenha entendido errado, mas eu achei que os campeões do evento vivessem na cidade, igual ao LOIRÃO e não voltassem para os seus distritos de origem. Do que vale vencer, se não há um prêmio?

Como aquelas BESTAS criadas em computador tornam-se orgânicas e aparecem no cenário dos jogos? COMO!?

Será que os realizadores dos Jogos Vorazes perseguiam também os outros competidores ou era só com a protagonista? Soltar uma FIREBALL em uma pessoa não deve ser nada agradável.

Tem até a cotação, veja só!

QUERO UMA POMADA DAQUELAS!

Estou ansioso para ler os livros. Nem Game of Thrones me empolgou tanto assim.

O final foi ótimo, mas se as coisas não acontecessem daquele jeito, seria ótimo do mesmo jeito. Uma tragédia semelhante a Romeu & Julieta.



Aquela frase que eles usam, "Que a sorte esteja sempre ao seu favor!", é tão Star Wars. Troque SORTE por FORÇA e o sentido é o mesmo.

NÃO TEM NADA A VER com Crepúsculo/Twilight ou Harry Potter ou Senhor dos Aneis. Querem uma comparação boa? Tem semelhanças com BATTLE ROYALE e a série brasileira 3%. A única semelhança com os filmes que citei é que são adaptados de livros.

O romance, no sentido de AMOR, na história é praticamente inexistente. É muita AÇÃO e SUSPENSE.




Postar um comentário