Dias Comuns

qualquer coisa aleatória que passa na cabeça

30 de dezembro de 2007

Os 10 melhores albums que ouvi este ano

Elaborar uma lista das 10 melhores e 10 piores coisas no final de um ano é costume de todo mundo. Como a Bia já disse, reflexão faz parte de todo ser humano. Ver o que foi bom, o que foi ruim, como podemos melhorar e encarar as situações...

Enfim!

A criação desta lista envolveu basicamente a lista de músicas do meu Last.fm, mais alguns critérios adicionais. As 10 melhores bandas não são as que estão nas 10 mais ouvidas de todos os tempos, senão o post seria sem graça (e também sem sentido). Algumas bandas eu ouvi muito, mas avaliei o conjunto da obra, por assim dizer, e vi que outras bandas com menos audições possuem albums melhores.

Sem mais delongas, vamos a lista:

10ª Posição:



Sentenced acabou e eu fiquei órfão do vocal de Ville Laihiala. Eis que Vitória me fala sobre um projeto que o mesmo tinha paralelamente ao Sentenced: Poisonblack. Peguei os dois albums que havia (um com o vocalista antigo) e não há duvidas ao afirmar que o Lust Stained Despair merece ficar com o 10º lugar da lista.

Gênero: Gothic Metal.
País: Finlandia.

9ª Posição:



A primeira banda brasileira do Top 10 é Gram. Quando perdi meu preconceito contra emos & indies (e contra qualquer estilo musical), Renata aparece e me envia "Seu Minuto, Meu Segundo". Adorei a música de cara. Baixei o album de mesmo nome e me apaixonei. Todas as músicas são boas, fazer o que?

Gênero: Indie.
País: Brasil.

8ª Posição:



Já que o preconceito foi perdido, Cansei de ser sexy, com o nome do album igual ao da banda, aparece no 8º lugar. Músicas indiegays, mas gostosas de ouvir. E a cantora ainda tem a voz parecida com a da Fran.

Gênero: Indie.
País: Brasil.

7 Posição:



Dando uma paradinha nas bandas brasileiras, o setimo lugar trata-se de uma coletânea de músicas de um desenho animado japonês (anime) chamado Initial D, do qual já tratei neste blog. Todos os albums do desenho são bons e não tenho como escolher um em especial. Porem, recomendo as músicas das bandas move e Dave Rodgers.

Gênero: Eurobeat.
País: Vários.

6ª Posição:



Voltando as bandas brasileiras. Agora com Violins (antigo "Violins and Old Books") e o seu Tribunal Surdo. Assim como as outras bandas brasileiras deste tópico (EXCETO UMA), esta também possuí músicas em seu repertório com letras inglesas. E não perde em qualidade para nenhuma delas! Quem me fez enxergar Violins, foi Igor, ao enviar-me "Grupo de extermínio de aberrações".

Gênero: Indie.
País: Brasil.

5ª Posição:



Para o quinto lugar, mais uma trilha sonora de animes. E novamente são todos os albums de Nodame Cantabile. No anime, Nodame é uma talentosa pianista, mas que tem algumas manias que impedem seu sucesso. Chiaki é o personagem principal, por assim dizer, pois a história gira em torno de sí. Chiaki vai ajudar Nodame a melhorar como pianista, ao mesmo tempo que tenta aumentar suas habilidades musicais para se tornar o maestro de uma orquestra. Como se pode ver, as músicas do anime são todas classicas: Beethoven, Mozart, Chopin, Dvorak, entre outros.

Gênero: Classica.
País: Órquestras do Japão e EUA.

4ª Posição:



Mais uma banda brasileira. Esta vem de Pernambuco e chama-se Mula Manca & A Fabulosa Figura. Seu album Amor & Pastel se encontra disponivel na integra em seu site oficial. Ouça com seus próprios ouvidos! A responsável por melhorar minha audição foi Raíssa.

Gênero: Indefinido. Uma místura de Forró de Pé de Serra com Rock, Samba e MPB. Cada música é uma coisa diferente.
País: Brasil.

3ª Posição:



Aqui termina as trilhas sonoras de anime. Desta vez este chama-se Beck. Não é sobre drogas! É mais um outro anime musical fantastico. O Review do Animehaus define bem como são as músicas: Falando das músicas tocadas pelo BECK, pode-se perceber dois estilos diferentes. O primeiro mistura um rock meio pesado com hip-hop: estas são cantadas pelo Chiba. O outro estilo é formado por músicas um pouco mais calmas: estas ficam por conta da voz de Koyuki. Apesar de serem duas correntes diferentes, todas as músicas são muito boas. E são boas mesmo! Destaco o album original soundtrack - BECK (há um outro chamado original soundtrack - KEITH, inferior a este).

Gênero: Hip-Hop/Rock.
País: Japão. (Porem a maioria das músicas tem letras em inglês)

2ª Posição:



Está terminando o top 10 e Vitória novamente aparece. Ela me recomendou Poets of the Fall. E não é que ela sempre acerta? Carnival of the Rust é o que há de mais legal.

Gênero: Rock/Metal
País: Finlândia

1ª Posição:



A melhor banda do ano é Mellotrons, com album de mesmo nome. De que planeta veio isso? Pensei eu ao ouvir "Tongue". Planeta Pernambuco.

O cenário Pernambucano está recheado de bandas com qualidade e Mellotrons é, para mim, o que há de melhor por lá. Pude acompanhar a perfomance do Mellotrons no Mada 2007 e eles não deixaram a desejar. Inclusive tocaram até, se não me engano, duas músicas em português (das quais, infelizmente, não gostei). O album do Mellotrons contem apenas músicas do idioma inglês.

Ah, claro que foi Vitória que recomendou.

Gênero: Indie.
País: Brasil.

P.S.: Post dedicado a Vitória, mecenas da minha cultura musical. Além das bandas citadas no Top 10 (3), ainda indicou (e eu gostei) de: Mew, Kings of Convenience, Margot & the Nuclear So and So's, Cigarettes, White Rose Movement, The Whitest Boy Alive, Bloc Party...
Postar um comentário